quinta-feira, 13 de agosto de 2009

JOÃO TOMÉ

(João Martins Tomé,3/5/1924, Setúbal)
Interior-esquerdo/Avançado

40/41-Sporting C.Barrosinha---jun.
41/42-Sporting C.Barrosinha---jun.
42/43-Sporting C.Barrosinha---Region.
43/44-Sporting C.Barrosinha---Region.
44/45-União Argentino Setúbal-II
45/46
-Lusitãnia Coimbra-------II
46/47-Académico Porto---------II
47/48-Académico Porto---------II
48/49-Sporting Covilhã--------I
49/50-Sporting Covilhã--------I
50/51-Sporting Covilhã--------I
51/52-Sporting Covilhã--------I
52/53-Sporting Covilhã--------I
53/54-Sporting Covilhã--------I
54/55-Sporting Covilhã--------I
55/56-Sporting C.Barrosinha---Dist.
56/57-Moura A.C.--------------Dist.
57/58-Mineiro Aljus
trelense---III*
58/59-Mineiro Aljustrelense---III*

*como Jogador/Treinador


































 












Jogador que custou 130 contos ao Sporting 
da Covilhã em 1948,uma das tranferências
mais caras do futebol portugués da altura, 
João Tomé,pai de Fernando Tomé,foi o escolhido
pelos covilhanenses para jogar ao lado da
estrela da companhia da altura,o avançado
húngaro,naturalizado françés,André Simonyi,
na 1ª Divisão nacional.
Depois de voltar ao clube de formação,o
Sporting da Barrosinha,pequeno clube de Alcácer
do Sal,João Tomé terminaria a carreira como
jogador-treinador n
o Mineiro Aljustrelense.





João Tomé,o 2º da direita,em baixo,no Sporting da
Covilhã

João Tomé,o 2º da esquerda,em baixo,no Mineiro Aljustrelense em 1957/58













Dados recolhidos do livro "Figuras e Factos do
Sporting Clube da Covilhã" de João de Jesus Nunes

1 comentário:

Carlos disse...

Este é o pai do Fernando Tomé,grande setubalense