terça-feira, 12 de março de 2019

SKODA

(João Rafael dos Santos,17/3/1960, Faro)
Médio

74/75-Farense-------  ----ini.
75/76-Farense--------  ---juv.
76/77-Farense--------  ---juv.
77/78-Farense--------  ---jun.
78/79-Farense--------  ---II

79/80-Farense---------  --II
80/81-Farense--------  ---II
81/82-Farense----------  -II
82/83-Farense----------  -II
83/84-Boavista--------  --I
84/85-Portimonense----  --I
85/86-Portimonense----  --I
86/87-Portimonense----  --I
87/88-Portimonense----  --I
88/89-Portimonense----  --I

89/90-Portimonense----  --I
90/91-Portimonense----  --II H.
91/92-Portimonense-----  -II H.
92/93-Portimonense-----  -II B
























 



















Médio esquerdino de muita qualidade,Skoda
foi o primeiro jogador n
atural do Algarve
que chegou á S
elecção Nacional A como jogador
do Portimonense.

Skoda foi foi formado no Farense,passando por
todos os escalões jovens até chegar á primeira
equipa em 1978/1979.
Ainda no clube da sua terra natal,o médio
canhoto está na equipa que se sagrou Campeã da
2ª Divisão,em 1982/1983,tendo sido um dos 
melhores elementos,recebendo convites de clubes
da 1ª Divisão como o Boavista,para onde se
transferiu.
Skoda faz apenas uma temporada no clube do Porto,
passando para o Portimonense na época seguinte,
1984/1985.
Foi nos alvi-negros de Portimão que fez
a maior 
parte da sua carreira,contribuindo,logo na primeira 
temporada,para um inédito 5º lugar no Campeonato 
garantindo,pela primeira vez na sua história,o 
acesso do Portimonense,comandado por Manuel José, 
ás competições europeias.
Ao todo,Skoda jogou 169
jogos e marcou 20 golos,
só na 1ª Divisão.






Skoda,o 2º em baixo,da direita,nos júniores do Farense
Skoda,o 2º em baixo,da esquerda,no Farense em 1978/1979








Skoda,em baixo,ao meio,titular no Farense em 1980/1981



Skoda a titular na equipa do Farense em 1982/1983
que viria a se sagrar Campeões Nacionais da 2ª Divisão



Skoda,o 2º em baixo,da esquerda,em 1981/1982 no Farense






Skoda,o 3º em baixo,da esquerda,titular no Boavista em 1983/1984



















Skoda,o 3º em baixo,da esquerda,no Portimonense 
em 1986/1987 na 1ª Divisão

















Skoda no "Jornal do Algarve" em 1989






Skoda,o 3º em baixo,da esquerda,no Portimonense em
1988/1989


















Skoda no Portimonense contra o Benfica (á esquerda)
e contra o F.C.Porto,á direita




Skoda no jornal "A Gazeta dos Desportos"
em 1991















Skoda no jornal "A Bola" em 2013

sexta-feira, 8 de março de 2019

JOSÉ JOAQUIM

(José Joaquim Borrela Coelho, 7/3/1969,Loulé)
Defesa

81/82-Louletano-----------ini.
82/83-Louletano-----------ini.
83/84-Louletano-----------juv.
84/85-Louletano-----------juv.
85/86-Louletano-----------jun.
86/87-Louletano-----------jun.
87/88-Louletano           II
88/89-Almancilense--------III
89/90-Almancilense--------III
90/91-Amora---------------II B
91/92-Amora---------------II B
92/93-Amora---------------II H.
93/94-Amora---------------II B
94/95-Felgueiras----------II H.
95/96-Felgueiras----------I
96/97-Felgueiras----------II H.
97/98-Felgueiras----------II H.
97/98-Sp.Espinho----------II H.
98/99-Sp.Espinho----------II H.
99/00-Imortal-------------II H.
00/01-Imortal-------------II H.
01/02-Imortal-------------II B
02/03-Louletano-----------II B
03/04-Louletano-----------II B
04/05-Messinense----------III






















































Defesa esquerdo alto e atlético,José Joaquim fez
a formação no Louletano,clube da sua terra natal,
mas quando passou a sénior não teve espaço na
equipa principal,tendo passado para os vizinhos
do Almancilense.
Foi ai que se cruzou com Jorge Jesus,que fazia
a sua última época como jogador no emblema de
Almancil.
Quando Jesus passou a treinador no Amora chamou
José Joaquim para a sua equipa e posteriormente
o levou também para Felgueiras.
No total foram 9 temporadas que José Joaquim
trabalhou com Jorge Jesus,com momentos altos
como foram as subidas do Amora á Divisão de Honra
e do Felgueiras á 1ª Divisão.
No primeiro escalão,em 1995/1996,José Joaquim
foi dos felgueirenses mais utilizados,30 jogos,
1 golo,mas não conseguiu impedir o retorno á
2ª Divisão na época seguinte.
O defesa louletano alinhou depois no Sporting
de Espinho (2 épocas) e voltou ao Algarve para
ingressar no Imortal,nas duas temporadas em que
o clube de Albufeira disputou a 2ª Divisão de 
Honra sob a orientação de Paco Fortes.
Em 2002/2003 retorna ao seu clube de origem,o
Louletano Desportos Clube,para alinhar duas
temporadas na 2ª Divisão B,terminando a carreira
na época seguinte aos 36 anos ao serviço da
União Desportiva Messinense.





José Joaquim,em cima,á direita,nos júniores do Louletano


José Joaquim titular no Almancilense em 1989/1990




José Joaquim no Almancilense

José Joaquim titular a médio esquerdo no Amora em 1990/1991




Recorte de 1995
José Joaquim (o 3º em baixo da esquerda) no Amora
 com Jorge Jesus em 1992/1993 na Divisão de Honra
José Joaquim (assinalado) no Felgueiras em 1996/1997



José Joaquim,o 3º da esquerda,na fila do meio,no Imortal 
em 2000/2001,na Divisão de Honra


José Joaquim,em baixo,á esquerda no Imortal em 2001/2002








José Joaquim,o 3º da esquerda,na fila do meio,no
Messinense em 2004/2005

quarta-feira, 6 de março de 2019

VITOR RITA

(Vitor Manuel Viana,21/10/1964,Boavista dos Pinheiros-Odemira)
Médio / Defesa
79/80-Odemirense               ini
80/81-inactivo
81/82-Boavista dos Pinheiros   jun.
82/83-Boavista dos Pinheiros   jun.
83/84-Boavista dos Pinheiros   Dist.
84/85-Boavista dos Pinheiros   Dist.
85/86-Boavista dos Pinheiros   Dist.
86/87-Boavista dos Pinheiros   Dist.
87/88-Boavista dos Pinheiros   Dist.
88/89-Boavista dos Pinheiros   Dist.
89/90-Boavista dos Pinheiros   Dist.
90/91-Boavista dos Pinheiros   Dist.
91/92-Boavista dos Pinheiros   Dist.
92/93-Boavista dos Pinheiros   Dist.
93/94-Boavista dos Pinheiros   Dist.
94/95-Odemirense               Dist.
95/96-Odemirense               III
96/97-Odemirense               Dist.
----------------------------------*
01/02-Boavista dos Pinheiros   Dist.
02/03-Boavista dos Pinheiros   Dist.
*inactivo





Nascido em Boavista dos Pinheiros,freguesia de
Odemira,Vitor Rita é considerado como um
dos melhores jogadores da história do Juventude 
Clube Boavista,pequeno e popular emblema odemirense.
Tal como o seu irmão mais velho,Arménio Rita,
Vitor Rita apenas representou dois clubes,
o Boavista e o Odemirense.
Jogador de boa técnica que podia fazer todo o 
flanco direito,desde lateral a extremo-direito,
Vitor Rita foi Campeão Distrital de Beja em 3 
ocasiões:Da 1ª Divisão com o Odemirense em 
1994/1995,e da 2ª Divisão,novamente com o 
Odemirense em 1996/1997 e com o Boavista em
2002/2003.
Encerrou a carreira logo após essa temporada,
já perto dos 40 anos.






Vitor Rita,em baixo,á direita,Campeão Distrital no 
Odemirense em 1994/1995

Vitor Rita,o 2º em baixo,da esquerda,no Odemirense na
3ª Divisão em 1995/1996










Vitor Rita,o 3º em cima,da esquerda,no Boavista dos
Pinheiros em 1999/2000

Vitor Rita,em cima,á esquerda,no Boavista dos Pinheiros


Vitor Rita,o 2º em baixo,da direita,no Boavista dos Pinheiros
em 2002/2003,Campeão Distrital da 2ª Divisão

Vitor Rita,o 2º em cima,da direita,no Boavista dos
Pinheiros




terça-feira, 5 de março de 2019

JANOTA

(João Alfredo Raminhos Janota,24/10/1948,Estremoz)
Médio
63/64-C.F.Estremoz       juv.
64/65-C.F.Estremoz       juv.
65/66-C.F.Estremoz       jun.
66/67-Benfica            jun.
67/68-Peniche            II
68/69-Lusitano Évora     II
69/70-Lusitano Évora     II
70/71-Lusitano Évora     III
71/72-Lusitano Évora     II
72/73-Lusitano Évora     III
73/74-Lusitano Évora     II
74/75-Lusitano Évora     II
75/76-Lusitano Évora     II
76/77-Lusitano Évora     II
77/78-G.S.Souselense     III








































Janota foi o primeiro jogador natural de
Estremoz e com iniciação do Clube de
Futebol de Estremoz,que se transferiu
directamente para o S.L.Benfica,onde
fez uma temporada na equipa de júniores.
Antes,Janota tinha dado nas vistas como
médio atacante no Estremoz e na Seleção
de Évora de júniores,ao lado de outros
jovens que representavam os dois clubes
"grandes" da cidade,Lusitano e Juventude.
No primeiro ano de sénior,Janota jogou no
Peniche,por empréstimo do Benfica,numa
equipa que esteve próximo de subir á
1ªDivisão (2ºlugar na 2ªDivisão,Zona Sul).
De volta á sua região,Janota transfere-se
para o Lusitano de Évora,histórico emblema
alentejano que representa por 9 temporadas
consecutivas antes de uma última época
no Souselense.
No Lusitano Janota reencontra vários
antigos colegas da Seleção júnior de
Évora,como Costa,Piçarra,Duro e Policarpo
e está em 2 subidas de Divisão,em 1970/71
e 1972/73,nesta última vencendo a Série D 
da 3ª Divisão.
Janota termina a carreira de jogador no
G.S.Souselense com 30 anos.








Janota,o 2º em baixo,da esquerda,na seleção de júniores
de Évora em 1965


Janota,o 2º em baixo,da direito,titular no Peniche na sua
primeira época de sénior,1967/1968



 
Janota,o 4º em baixo,da esquerda,no Lusitano de Évora
em 1968/1969





Janota titular no Lusitano em 1969/1970
 
Janota,o 2º em baixo,da direita,na equipa do Lusitano que
voltou á 2ª Divisão em 1972/1973

Janota em destaque no Lusitano na época da subida
á 2ª Divisão,1972/1973



 
Janota titular no Lusitano de Évora em 1976/1977,última
temporada no clube eborense

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

ESPIRIDIÃO

(José Manuel Costa Espiridião,16/12/1948,Portimão)
Defesa-central
63/64-Portimonense       juv.
64/65-Portimonense       jun.
65/66-Portimonense       jun.
66/67-Boavista Portimão  Dist.
67/68-Boavista Portimão  Torneio Popular
68/69-inactivo*
69/70-Portimonense       II
70/71-inactivo
71/72-inactivo
72/73-Torralta           Dist.
73/74-Torralta           Dist.
74/75-Torralta           III
75/76-Torralta           Dist.

*devido ao Serviço Militar







Com a iniciação feita no Portimonense,
Espiridião fez parte efectiva da equipa
do Clube de Futebol Boavista de Portimão
na única participação deste clube no
Campeonato Distrital algarvio em 1966/67.
Ainda no Boavista,Espiridião joga também em
Torneios Populares.
Em 1969/70,Espiridião é inscrito no
Portimonense mas com a forte concorrência
para o centro da defesa do clube alvi-negro
(Hélio,Marujo,Rebelo,Miranda..) não é
utilizado na primeira equipa.
Em 1972/73,Espiridião surge na recém formada
equipa da empresa Torralta,o Grupo Desportivo
da Torralta,que ambiciona subir em pouco
tempo aos campeonatos nacionais.
E foi logo na época seguinte,1973/74,que
a Torralta,com Espiridião a titular no centro
da defesa,sagra-se pela primeira vez Campeão
Distrital,passando a competir na 3ª Divisão 
na época seguinte.
Espiridião fez parte da equipa durante mais
uma temporada mas veio a deixar o futebol
federado por razões profissionais.










 
 A ficha de Espiridião quando chegou ao C.F.Boavista



Espiridião,o 3º em cima,da esquerda,no C.F.Boavista de
Portimão em 1966/1967



 Espiridião,o 3º em cima,no Grupo Desportivo da Torralta
 
Espiridião,o 3º em cima,na Torralta em 1973/1974,
Campeão Distrital