quarta-feira, 8 de maio de 2019

SOEIRO

(Fernando Vitorino do Carmo Soeiro,7/4/1924,Moita do Ribatejo)
Defesa / Médio
42/43-União Moitense     jun.
43/44-União Moitense     Region.
44/45-Vitória Setúbal    I
45/46-Vitória Setúbal    I
46/47-Vitória Setúbal    I
47/48-Sporting           I
48/49-inactivo*
49/50-inactivo*
50/51-Lusitano Évora    II
51/52-Lusitano Évora    II
52/53-Lusitano Évora    I
53/54-Lusitano Évora    I
54/55-Lusitano Évora    I
55/56-Torres Novas      III






































Defesa ou médio central,Soeiro fez parte da
histórica formação do Lusitano de Évora que
se sagrou Campeã da 2ª Divisão em 1951/1952,
garantindo a subida á 1ª Divisão Nacional
pela primeira vez,onde se manteve por 14
temporadas consecutivas,a mais longa
permanência de um clube alentejano no
primeiro escalão do futebol nacional.
Nessa época histórica para o Lusitano,Soeiro
atuou a defesa-esquerdo ou a médio-centro,
alinhando ao lado de Madeira,Polido e do 
veterano argentino José Valle.
Soeiro continuou no Lusitano nas épocas
seguintes,contabilizando perto de 3 dezenas
de jogos na 1ª Divisão.
Ribatejano de nascimento,Soeiro deu nas
vistas no Moitense,sendo contratado pelo
Vitória de Setúbal com 20 anos e estreando-
se na equipa titular na época de 1944/1945.
Soeiro,jogador alto e atlético,demonstrou
qualidades como defensor,sendo contratado
pelo Sporting na época de 1947/1948 mas
uma lesão grave* fez com que deixasse de
jogar durante longos períodos,recomeçando
mais tarde no Lusitano onde teve o auge
da sua carreira.






Soeiro,o 2º em cima,da esquerda,ao lado de
Rogério "Pipi",no Vitória de Setúbal em 1944 
em jogo contra o Benfica

Soeiro em destaque na revista "Stadium"

Soeiro na revista "Stadium" em 1947



Soeiro,o 4º em cima,da direita,no Lusitano de Évora









Soeiro,o 4º em cima,da esquerda,no Lusitano de Évora
Campeão da 2ª Divisão em 1951/1952
Soeiro com o Lusitano de Évora em 1951/1952 no
jornal "Diário de Lisboa"






Soeiro,o 3º em baixo,da direita,no Lusitano em 1953/1954




Soeiro,o 3º da direita,no C.D.Torres Novas em 1955/1956

sexta-feira, 3 de maio de 2019

SERRA

(João Manuel Bonito Serra,11/7/1959,Alcáçovas-Viana do Alentejo)
Avançado
74/75-União Tires        juv.
75/76-Belenenses         juv.
76/77-Belenenses         jun.
77/78-S.C.Vila Real      II
78/79-Atlético           II
79/80-Atl.Marinhense     III
80/81-Atlético           III
81/82-Olhanense          III
82/83-Olhanense          II
83/84-Lusitano Évora     II
84/85-Lusitano Évora     II
85/86-Barreirense        II
86/87-Benfica C.Branco   III
87/88-Quimigal           III
88/89-Benfica C.Branco   III
89/90-União Tires        Dist.








































O jogador de futebol mais famoso nascido em
Alcáçovas,freguesia de Viana do Alentejo,Serra,
com a sua família,saiu da sua terra natal com 
3 anos rumo a Tires,onde se iniciou no desporto
na União de Tires.
Avançado goleador,Serra passou para o C.F.
Belenenses em juvenis.Na época seguinte,já
nos júniores,Serra foi o melhor marcador da
equipa com 32 golos.
O primeiro clube de Serra como sénior foi o
S.C.Vila Real,regressando a Lisboa na época
seguinte para representar o Atlético onde
concretizou 12 golos na época de 1978/1979.
Em 1979/1980,Serra joga no Marinhense para
regressar ao Atlético na época seguinte.
Em 1981/1982 e 1982/1983,Serra representa o
Olhanense,onde está na equipa que vence a 3ª 
Divisão,Série F,e sobe á 2ª Divisão,marcando
15 golos nessas duas temporadas em Olhão.
De seguida,Serra regressa ao "seu" Alentejo
para alinhar no Lusitano de Évora por duas
épocas na 2ª Divisão.
Em 1985/1986,Serra joga no Barreirense,
ainda na 2ª Divisão,transferindo-se a seguir
para o Benfica de Castelo Branco.
Representa a Quimigal,regressa a Castelo
Branco e termina a carreira onde começou,
na União de Tires.







Serra,o 2º em baixo,da esquerda,na equipa de júniores
do Belenenses

Serra,em baixo á direita,no Atlético em 1978/1979

Serra,á "cívil",em cima á direita,no Olhanense em 1981/1982





Serra no jornal do Olhanense em 1981























Serra,o 2º em baixo,no Olhanense em 1982/1983

Serra,o 3º em baixo,da direita,no Lusitano de Évora em
1983/1984


Serra titular no Lusitano em 1983/1984

Serra a titular no Barreirense em 1985/1986




quinta-feira, 2 de maio de 2019

JUVENAL

(Juvenal António Pereira,14/7/1966,Angola)
Avançado
79/80-A.D.Estação          ini.
80/81-A.D.Estação          juv.
81/82-A.D.Estação          juv.
82/83-A.D.Estação          jun.
83/84-União Coimbra        jun.
84/85-União Coimbra        II
85/86-União Coimbra        II
86/87-Moura                III
87/88-Moura                III
88/89-Juventude Évora      II
89/90-Vitória Setúbal      I
90/91-União Leiria         II H.
91/92-Campomaiorense       II B
92/93-Campomaiorense       II H.
93/94-Campomaiorense       II H.
94/95-Nacional Madeira     II H.
95/96-Beira-Mar            II H.
96/97-F.C.Marco            II B
97/98-Leixões              II B
98/99-Seixal               II B
99/00-Vasco da Gama Sines  III
99/00-Coruchense           III
00/01-Pinhalnovense        III
01/02-Fabril Barreiro      Dist.
02/03-Fabril Barreiro      Dist.
03/04-Moitense             Dist.
04/05-Alcacerense          Dist.


 

O avançado angolano Juvenal representou 19
clubes em Portugal,de todos os escalões
nacionais e regionais,mas foi em clubes
alentejanos que atingiu o seu auge em
número de golos e títulos conquistados.
Juvenal começou no pequeno clube da Covilhã,
o A.D.Estação,subindo a sénior no União de
Coimbra,mas foi no Moura A.C.,em 1986/1987
e 1987/1988,que começou a dar nas vistas
como finalizador eficaz e prolífico,tendo
sido contratado pelo mais ambicioso 
Juventude de Évora na época seguinte,na 2ª 
Divisão,onde foi o melhor marcador com 
20 golos.
A sua qualidade foi notada pelo Vitória de
Setúbal,que o contratou na época de 1989/1990,
na 1ª Divisão,onde Juvenal ainda participa
em 3 jogos.
Após Setúbal,e uma época no União de Leiria,
Juvenal retorna ao Alentejo para voltar a
fazer golos e ser decisivo.Foi ao serviço do
Campomaiorense,onde em 3 épocas Juvenal foi
o principal artilheiro contribuindo para a
conquista da 2ª Divisão B,subindo á recém
criada 2ª Divisão de Honra,onde continuou
em destaque por mais duas temporadas.
Juvenal jogou ainda em outras equipas
alentejanas,como o Vasco da Gama de Sines,
o Pinhalnovense e o Alcacerense,onde veio a
terminar a carreira no futebol federado aos
39 anos.
 






Juvenal,o 3º em baixo,da esquerda,no Moura em 1986/1987

Juvenal,em baixo,á direita,no Moura 1987/1988,em jogo
da Taça de Portugal contra o F.C.Porto.











Juvenal decisivo no Juventude de Évora em 1988/1989


















Juvenal,em baixo,á esquerda,no Juventude de Évora
em 1988/1989














Juvenal o melhor marcador do Campomaiorense 
e da 2ª Divisão B em 1991/1992
Recorte retirado do "ForaDeJogo"





















Juvenal,o 5º em baixo,da esquerda,no Campomaiorense
em 1992/1993




















Juvenal,o 2º em cima,da direita,no Campomaiorense
em 1993/1994















Juvenal,o 3º em baixo,da esquerda,no Nacional da Madeira
em 1994/1995



















Juvenal,o 2º em baixo,da direita,no Beira-Mar em
1995/1996




















segunda-feira, 8 de abril de 2019

HAJRY

(Hajry Redouane,5/3/1964,Casablanca-Morrocos)
Médio-ofensivo
78/79-Raja Casablanca     ini.(Marrocos)
79/80-Raja Casablanca     juv.(Marrocos)
80/81-Raja Casablanca     juv.(Marrocos)
81/82-Raja Casablanca     juv.(Marrocos)
82/83-Raja Casablanca     jun.(Marrocos)
83/84-Raja Casablanca     I(Marrocos)
84/85-Raja Casablanca     I(Marrocos)
85/86-Raja Casablanca     I(Marrocos)
86/87-Raja Casablanca     I(Marrocos)
87/88-Benfica             I
88/89-Farense             I
89/90-União Madeira       I
90/91-Farense             I
91/92-Farense             I
92/93-Farense             I
93/94-Farense             I
94/95-Farense             I
95/96-Farense             I
96/97-Farense             I
97/98-Farense             I
98/99-Farense             I
99/00-Farense             I
--------------------------*
04/05-S.Marcos Ataboeira  Dist.
*inactivo












Hajry foi um médio internacional marroquino
que marcou uma época no Farense,atuando
em 11 temporadas nos Leões de Faro,sempre
na 1ª Divisão.
Hajry chegou a Portugal em 1987 para jogar 
no Benfica,após dar nas vistas no famoso
Torneio de Toulon,mas não conseguiu se impor
no forte meio campo da equipa encarnada.
Ainda assim,Hajry jogou,como substituto
utilizado,no momento mais alto do Benfica
nessa época,a final da Taça dos Campeões
perdida para o P.S.V.
Hajry transfere-se para o Farense em 1988/89
onde,apesar de ser titular,não impediu a
despromoção da equipa á 2ª Divisão.
Para continuar a jogar no primeiro escalão,
Hajry transfere-se para o União da Madeira
e assim não participa no brilhante percurso
dos algarvios na Taça de Portugal em 1989/1990,
quando o Farense chegou á final da competição.
Hajry retorna ao Farense na época seguinte,
19990/1991,já com o clube na 1ª Divisão,
continuando em Faro por mais 9 épocas
consecutivas.
Foi nesse período que o Farense alcança as
melhores classificações de sempre no Campeonato
Nacional da 1ª Divisão.
Dois 6º lugares,1991/1992 e 1992/1993,8º
lugar em 1993/1994 e o histórico 5º posto
em 1994/1995,o que valeu a primeira qualificação
do clube para uma competição europeia,a Taça
UEFA,que disputou na época seguinte.
Hajry terminou a carreira de jogador no Farense 
no final da época de 1999/2000 mas 4 anos mais 
tarde ainda faz alguns jogos no Distrital de 
Beja pelo São Marcos da Ataboeira na companhia 
de Pitico e Mané,antigos companheiros do 
Farense.
Pelo meio,o internacional marroquino foi
treinador do Farense (adjunto e principal),
entre 2000 e 2003.
Hajry treinou também o Imortal de Albufeira
no seu país,o Raja Casablanca e o Rachad 
Bernoussi.






Hajry no Benfica em Agosto de 1987

Hajry á direita,no Farense em 1988/1989
Hajry,em baixo,ao centro,no Farense em 1990/1991
Hajry em destaque no Farense em 
1992/1993



Hajry,em baixo,á direita,capitão do Farense em 1993/1994


Hajry,o 2º em baixo,da esquerda,no Farense em 1995/1996


Hajry (assinalado) no Farense em 1997/1998


Hajry no Farense em 1999/2000

Hajry na seleção de Marrocos em 1994

Hajry no União da Madeira em 1990







terça-feira, 2 de abril de 2019

JOÃO REINA

(João Henrique Gonçalves Efigénia,8/8/1962,Olhão)
Médio / Lateral-direito
75/76-Quarteirense      ini.
76/77-Olhanense         ini.
77/78-Olhanense         juv.
78/79-Olhanense         juv.
79/80-Benfica           jun.
80/81-Benfica           jun.
81/82-Olhanense         III
82/83-Olhanense         II
83/84-Olhanense         II
84/85-Portimonense      I
85/86-Portimonense      I
86/87-Portimonense      I
87/88-Olhanense         II
88/89-Sporting Covilhã  II
89/90-Imortal           III
90/91-Imortal           III
91/92-Quarteirense      II B
92/93-Leões Tavira      III
93/94-Ginásio Tavira    Dist.
94/95-Ginásio Tavira    III
95/96-Ginásio Tavira    III
96/97-Sambrazense       III
97/98-S.L.Fuzeta        Dist.















































João Reina fez uma carreira idêntica á do
seu irmão mais velho,Luis Reina,com a
diferença de João ter jogado menos épocas
na 1ª Divisão.
Tal como Luis,João começou no Quarteirense
quando o seu pai,o histórico antigo jogador
do Olhanense,Reina,representava os azuis e
brancos de Quarteira.
Igualmente como Luis,João,que começou por
jogar em posições de ataque,jogou nas camadas
jovens do Benfica antes voltar ao Algarve e
fazer os seus primeiros anos de sénior no "seu"
Olhanense.
Em 1981/82,João Reina ajuda o Olhanense a
subir á 2ª Divisão,ficando nos rubro negros
mais uma temporada antes de rumar,junto com
Luis,ao Portimonense,onde fez 3 épocas,
alinhando a lateral-direito ou a médio-
defensivo e fazendo parte da equipa que se
classificou no 5º lugar do Campeonato,
qualificando-se,pela primeira vez,para uma
competição europeia (a antiga Taça U.E.F.A.).
Em 1987/88,João Reina volta ao Olhanense
para sair no ano seguinte rumo ao Sporting
da Covilhã onde fica apenas uma época.
Regressa ao Algarve para alinhar no Imortal
de Albufeira 2 temporadas seguindo depois
para o Quarteirense na 2ª Divisão B.
Em 1992/93,João Reina ruma a Tavira onde
joga pelos Leões e pelo Ginásio onde se
sagra Campeão Distrital em 1993/94.
Representa ainda o Sambrazense e o S.L.
Fuzeta onde termina a carreira de jogador
federado.
Depois João Reina integra a equipa de
veteranos do Olhanense onde é uma das
principais figuras.








Perfil de João Reina no jornal do Olhanense
em 1982

João Reina,o 2º em baixo,da esquerda,nos júniores do
Benfica em 1980/1981

João Reina,o 4º em baixo,da esquerda,no Olhanense
em 1981/1982
João Reina,o 3º em baixo,da direita,no Portimonense
em 1985/1986


João Reina,o 2º em baixo,da direita,no Portimonense

João Reina,titular a médio defensivo no Olhanense 
em 1987/1988

João Reina,em baixo,á esquerda,no Imortal de Albufeira
em 1990/1991


João Reina,o 3º em baixo,da esquerda no Quarteirense
em 1991/1992
João Reina,o 3º em baixo,da esquerda,nos Leões de
Tavira em 1992/1993





João Reina,em baixo,á direita,no Ginásio de Tavira
em 1994/1995