sexta-feira, 16 de novembro de 2018

VITOR MATOS

(Vitor Manuel Marreiros Matos,18/5/1954,Odemira)
Guarda-redes
71/72-Odemirense      jun.
72/73-Odemirense      jun.
73/74-Odemirense      Dist.
74/75-Odemirense      III
75/76-Odemirense      III
76/77-Odemirense      III
77/78-Odemirense      Dist.*
78/79-Odemirense      III*
79/80-Odemirense      Dist.
80/81-Odemirense      Dist.
81/82-inactivo
82/83-Odemirense      Dist.*
83/84-Odemirense      Dist.*

*Jogador/Treinador






































Vitor Matos,ou simplesmente Matos,como
vinha em fichas de jogos nos jornais,
é uma das maiores figuras do S.C.Odemirense
nos anos 70,80 e 90,primeiro como Guarda-
redes,depois como treinador e finalmente
como presidente,numa ligação com mais
de 20 anos ao clube alentejano.
Como jogador,Matos está nos dois primeiros
títulos Distritais do Odemirense,em 1973/74
e 1977/78,na primeira época com Atraca como
jogador/treinador e desempenhando ele próprio
esse dupla função na segunda.
Vitor Matos teve sempre forte concorrência
na baliza do S.C.Odemirense,primeiro com
o também histórico Pacheco,e depois com o
experiente Semedo mas continuou sempre ligado 
ao clube da cidade do rio Mira.
A partir de meados dos anos 80 é eleito
Presidente do clube e foi durante sua 
presidência que o Odemirense conseguiu mais 
um título de Campeão Distrital,em 1994/95.
Foi também nesse período que o clube melhor 
se estruturou,conseguindo levar a equipa de
júniores a participar no campeonato nacional
do escalão.
Vitor Matos foi também um dos principais
impulsionadores da criação da equipa de
veteranos do S.C.Odemirense em meados dos
anos 90.






Matos a titular no Odemirense em 1976/1977





Vitor Matos,á direita,capitão do Odemirense,
em jogo contra o Bucelenses de Chico Reis
em finais dos anos 70



Vitor Matos,á esquerda na imagem,no Odemirense em
jogo contra o Vasco da Gama de Sines em 1976

Matos,o 2º em cima,da esquerda,na primeira equipa de 
veteranos do S.C.Odemirense


Vitor Matos,em cima,á esquerda,presidente do Odemirense
em 1988/1989
Vitor Matos,em cima á esquerda,presidente do Odemirense
em 1993/1994



Vitor Matos,o 5º da direita,na fila do meio,com o treinador
Chico Fernandes ao lado,no Odemirense em 1994/1995,
Campeão Distrital.

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

CATINANA

Joaquim Catarino Ferreira,29/7/1922,Lisboa)
Médio / Interior / Extremo
41/42-Carcavelinhos    reserv.
42/43-Atlético         II
43/44-Atlético         I
44/45-Atlético         II
45/46-Atlético         I
46/47-Portimonense     II
47/48-Portimonense     II
48/49-Portimonense     II
49/50-Portimonense     II
50/51-Portimonense     II
51/52-Portimonense     II
52/53-C.U.F.Barreiro   reserv. 






































Catinana começou por jogar no Carcavelinhos
F.C.,antigo clube lisboeta que em 1942 se
fundiu com o União de Lisboa dando origem
ao Atlético C.P. para onde Catinana passou
a jogar,juntamente com o seu irmão mais
velho,José Catinana.
Joaquim Catinana,que no Atlético era o
Catinana II,sendo o seu irmão mais velho 
o Catinana I,jogava a extremo-esquerdo e
fez parte das primeiras equipas do A.C.P. 
que disputaram a 1ª Divisão nos inícios
dos anos 40,integrando também a equipa
que venceu o Campeonato da 2ª Divisão
em 1944/45.
Em 1946/47,Catinana ruma ao Algarve para
representar o Portimonense,clube onde se
manteve por 6 épocas,ajudando o clube nas
boas classificações no Campeonato da 2ª
Divisão,Zona Sul,estando sempre na luta
pela subida á 1ª Divisão Nacional.
No Portimonense,Catinana atuou em zonas
mais recuadas do campo,jogando a médio
esquerdo e a interior.
Após seis temporadas,jogando sempre com
regularidade ao lado de grandes nomes do
clube de Portimão,como os irmãos Sota
(Sota I e Sota II),Manuel Afonso,Chico
Vitória,Gilberto ou Granadeiro,Catinana
volta a Lisboa onde joga algum tempo na
C.U.F. antes de terminar a carreira.
Catinana é tio de Fernando Catinana,
antigo e histórico defesa do Desportivo de 
Portalegrense e Estrela de Portalegre.
Catinana faleceu em 5 de Dezembro de 1987.






Catinana,na ficha como Catinana II,para se diferenciar
de seu irmão,José Catinana Júnior,o Catinana I,
no Atlético em 1942/1943
 
 Catinana II titular a extremo esquerdo no Atlético

Catinana,o 3º em cima,da esquerda,no Portimonense
em 1946/1947

 Catinana a titular no Portimonense em 1947/1948

 Catinana,em cima,á direita,no Portimonense em 1948/1949

Catinana,o 2º em baixo,da esquerda,no Portimonense em 1950/1951

Catinana,na ficha de jogo descrito com o seu último
nome,Ferreira,titular a médio-esquerdo no Portimonense
em 1951/1952,o seu último ano em Portimão

domingo, 4 de novembro de 2018

GAMITO

(Manuel Gonçalves Gamito,22/9/1952,Grândola)
Defesa
67/68-S.C.Grandolense     juv. 
68/69-S.C.Grandolense     juv.
69/70-Benfica             jun.
70/71-Benfica             jun.
-----------------------------*
74/75-S.C.Grandolense     Dist.
75/76-S.C.Grandolense     Dist.
76/77-União Sant.Cacém    III
77/78-União Sant.Cacém    III
78/79-União Sant.Cacém    III
79/80-União Sant.Cacém    III
80/81-União Sant.Cacém    III
81/82-União Sant.Cacém    III
82/83-União Sant.Cacém    III
83/84-S.C.Grandolense     Dist.

*inactivo devido ao serviço militar









































Natural de Grândola,Gamito começou por jogar 
no Sport Clube Grandolense,um dos dois clubes 
existentes na vila alentejana na altura,sendo o 
outro o Artístico Grandolense.Nos anos 80 vieram
a se fundir e a dar lugar ao C.R."O Grandolense".
Ao mostrar valor na posição de defesa-central,
Gamito veio a incorporar as equipas de júniores
do S.L.Benfica,grande clube lisboeta onde jogou
por duas temporadas.
Ao passar a sénior,Gamito,ou "Lélita",como 
também era conhecido,escolheu a vida 
militar,tendo interrompido a sua carreira no 
futebol durante alguns anos para cumprir o
serviço militar em Moçambique.
Quando voltou ao desporto,Gamito inscreveu-se
de novo no "seu" S.C.Grandolense mas a sua
qualidade levou-o de novo a um nível mais
superior,ao ser contratado pelo União de
Santiago do Cacém,que na altura alinhava na
3ª Divisão Nacional.
No União,Manuel Gamito ficou 7 temporadas,
sempre na 3ª Divisão e sempre a titular,
alinhando com outras grandes figuras dos
santiaguenses,como foram Rui Madeira,Patan,
Fan,Silvério,Beto,Ferreirinha e Alfredo.
Em 1983/1984,Gamito termina a carreira de
jogador no Grandolense mas imediatamente 
inicia a carreira de técnico,levaando o
União em 1985/1986 a Campeão da Série F da
3ª Divisão,ascendendo á 2ª Divisão,Zona Sul.
Como técnico principal em 2001/2002,Manuel 
Gamito sagra-se mais uma vez Campeão Distrital 
no União, e em 1989/1990 consegue a subida á 
3ª Divisão pelo A.C.Alcacerense.
Já nos anos 2000,Gamito ajudou João Alves,
seu antigo colega nois júniores do Benfica,a
fundar a escola de futebol "Luva Pretas",em
Santiago do Cacém. 
Manuel Gamito faleceu em 2010.









Gamito,o 5º em cima,da esquerda,na equipa de júniores
do Benfica na época de 1970/1971



O cartão de jogador júnior no Benfica
de Gamito
Gamito,á direita,em cima,no União de Santiago do Cacém
em 1976/1977

Gamito a titular no União em 1977/1978
Gamito titular no União em 1978/1979


Gamito,em cima,á esquerda,titular no União em 1980/1981






Gamito,o 3º em cima,da direita,num cromo do União de
Santiago do Cacém de 1981
Manuel Gamito,o 2º em cima,da esquerda,treinador do
União que subiu o União á 2ªDivisão em 1985/1986

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

DANOV

(Tzvetan Voylov Danov,27/6/1959,Montana-Búlgaria)
Médio 
78/79-CSKA Sofia      jun(Búlgaria)
79/80-CSKA Sofia      I(Búlgaria)
80/81-Dunav Ruse      II(Búlgaria)
81/82-Botev Vratsa    I(Búlgaria)
82/83-Botev Vratsa    I(Búlgaria)
83/84-Botev Vratsa    I(Búlgaria)
84/85-Botev Vratsa    I(Búlgaria)
85/86-Botev Vratsa    I(Búlgaria)
86/87-Botev Vratsa    I(Búlgaria)
87/88-Botev Vratsa    I(Búlgaria)
87/88-Farense         I
88/89-Farense         I
89/90-Olhanense       II
90/91-Olhanense       II B
91/92-Botev Vratsa    II(Búlgaria)
92/93-Botev Vratsa    II
93/94-Botev Vratsa    II
94/95-Akad.Svishtov   II(Búlgaria













































Danov,médio atacante possante e de bom remate,
chegou ao Farense em Janeiro de 1988,
por indicação de Hristo Mladenov,antigo
treinador búlgaro do clube de Faro de início
dos anos 80.
Nessa temporada,1987/88,Danov estreou-se somente
á 16ª jornada (contra o Varzim) mas ainda 
disputou 22 jogos e marcou 3 golos,na 1ª Divisão,
pelo clube de Faro.
Danov,que chegou a ser internacional pela
Búlgaria,fez uma segunda temporada no Farense,
atuando em 21 jogos e marcando 3 golos.
Em 1989/90,Danov transfere-se para o Olhanense,
ficando para a história como sendo o primeiro
jogador búlgaro a jogar pelo histórico clube
de Olhão,antecedendo a outros jogadores
búlgaros,como o categorizado avançado Stoycho
Mladenov,ou também Dimitar Dimitrov,Angel 
Kostadinov e Chibil Peytchev.
Tzvetan Danov fez ainda a temporada de 1990/91
em Olhão,atuando em 10 e marcando 2 golos na
2ª Divisão B,antes de retornar ao seu país e
alinhar de novo no Botev Vratsa.





Danov,o 4º em baixo,da esquerda,no Botev Vratsa

Notícia da chegada de Danov em Janeiro de
1988 no jornal "Diário de Lisboa"






Danov,o 2º em baixo,da esquerda,no Farense em 1987/1988


Danov,em cima,á direita,no Farense em 1988/1989


Danov marcou 6 golos no Olhanense na época de 1989/1990
na 2ª Divisão,Zona Sul



Danov,ao centro na imagem,no Olhanense em 1989/1990





Danov em destaque no Olhanense em 1990/1991





Danov,o 4º na fila do meio,da direita,no Olhanense em
1990/1991