domingo, 24 de outubro de 2021

CECÍLIO

(Cecílio Vidal Ribeiro,24/3/1933,Sesimbra)
Médio
50/51-Sesimbra                Dist.
51/52-Sesimbra                Dist.
52/53-Sesimbra                Dist.
53/54-Lusitano Évora          I
54/55-Lusitano Évora          reserv.
55/56-F.C.Serpa               III
56/57-F.C.Serpa               III
57/58-F.C.Serpa               II
58/59-F.C.Serpa               II
59/60-F.C.Serpa               II
60/61-Seixal                  III
61/62-Seixal                  II
62/63-Seixal                  II


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Cecílio começou muito cedo a jogar na equipa
principal do G.D.Sesimbra,o clube da sua
cidade de origem,tendo se por sagrado duas 
vezes Campeão Distrital de Setúbal pelos
sesimbrenses,primeiro em 1950/1951 e depois
em 1952/1953,ainda antes de completar 20 anos.
As suas qualidades foram reconhecidas pelo
Lusitano de Évora,emblema alentejano que
competia na 1ªDivisão e assim Cecílio deu
um "salto" do campeonato regional ao 1º
escalão do futebol nacional.
Na forte equipa do Lusitano,Cecílio não
teve muitas chances de se afirmar visto que
nas posições que costumava atuar havia José
Pedro (extremo-esquerdo),Batalha e os espanhóis
Luis Valle e De La Rubia (médios esquerdos e
interiores).
Foi no F.C.Serpa,para onde se transfere a 
seguir,que Cecílio se afirma como um titular
indiscutível e conquista títulos nacionais,
ficando na história do clube alentejano
como um dos seus melhores executantes no
período mais relevante de toda a história
do emblema serpense.
Foi com Cecílio que o Serpa se sagrou Campeão
nacional da 3ªDivisão em 1956/1957 e se
manteve por 3 temporadas na Divisão secundária
do futebol nacional,facto inédito na sua
história.
Cecílio passou para o Seixal F.C. em 1960/
1961 e logo nessa época sagra-se Campeão da
3ªDivisão,o seu segundo título nacional.
No Seixal,Cecílio ganharia ainda uma Taça
Ribeiro dos Reis,por sinal a primeira que
foi disputada,em 1961/1962.

 
 
 
 
 
 
 
Cecílio,em baixo á direita,no Sesimbra em 1951,Campeão
Distrital de Setúbal com 18 anos.
Cecílio,em baixo,á direita,no Lusitano de Évora em 1953/1954

 Cecílio,o 3º em cima,da esquerda,no F.C.Serpa
Cecílio,o 3º em baixo,da esquerda,no Serpa em 1956/1957,
Campeão Nacional da 3ªDivisão
Cecílio,o 2º em baixo,da direita,no F.C.Serpa

Cecílio,titular a médio esquerdo no Serpa em 1959/1960


Cecílio,o 4º em cima,da esquerda,no Seixal em 1960/1961,
Campeão Nacional da 3ªDivisão
Cecílio,o 3º em cima,da esquerda,no Seixal em 1962/1963














quinta-feira, 21 de outubro de 2021

DANIEL

(Daniel Belchior Miguel,6/6/1930,Portimão)
Guarda-redes

45/46-Boa Esperança Port. jun.
46/47-Boa Esperança Port. jun.
47/48-Boa Esperança Port. reserv.
48/49-Boa Esperança Port. reserv.
49/50-Boa Esperança Port. Region.
50/51-Portimonense        reserv.
51/52-Portimonense        reserv.
52/53-Portimonense-----  -II
53/54-Portimonense-----  -II
54/55-Portimonense----  --II
55/56-Portimonense-----  -II
56/57-Portimonense----  --II
57/58-Portimonense----  --II
58/59-Portimonense----  --II
59/60-Portimonense----  --II
60/61-Portimonense----  --II
61/62-Portimonense----  --II
62/63-Portimonense----  --II
63/64-Portimonense-----  -II
64/65-Portimonense-----  -II
65/66-Portimonense-----  -II
66/67-Portimonense-----  -II
67/68-Portimonense-----  -II
68/69-Portimonense-----  -II
69/70-Portimonense----  --II
70/71-Portimonense----  --II
71/72-Torralta---------  -Dist.
72/73-Torralta---------  -Dist.




























































Considerado por muitos adeptos do Portimonense  
como o melhor guarda-redes da história do clube,
Daniel foi o titular das balizas do clube 
barlaventino durante 20 anos.
Daniel é também o recordista de jogos pelo clube
de Portimão,somando 511 partidas oficiais.
Várias vezes perto da subida á divisão principal,
como em  1965/1966 e 1966/1967,épocas em que o  
Portimonense ficou em 3º e2º lugar na 2ª Divisão,
Zona Sul,Daniel teve como companheiros outras 
grandes figuras alvi-negras,como Alexandrino,
Além das suas qualidades como guarda-redes e
dedicação ao Portimonense,Daniel foi um futebolista
correctíssimo,nunca sofrendo qualquer castigo
disciplinar recebendo por isso a medalha de
"Comportamento Exemplar" da F.P.F.
Terminaria a carreira no G.D.Torralta,nos primeiros 
anos do clube no Distrital algarvio,tornando-se 
depois treinador do clube-empresa de Alvor.







Ficha de Daniel na equipa de reservas do Boa Esperança 
Atlético Clube Portimonense em 1947/1948


Anúncio da festa de Daniel em Novembro de 1971
no jornal "A Bola"


Daniel socando a bola num jogo entre o Olhanensee o Portimonense em 1960/1961 no Estádio Padinha


Daniel,o 2º em cima,da direita,já titular no Portimonense
em 1954/1955,sucedendo a Manuel Afonso


















Daniel,á direita,no Portimonense em 1963/1964

















Daniel,á esquerda,no Portimonense em 1965/1966























Daniel,á direita,no Portimonense













Daniel ao lado de Costa Pereira do Benfica
no jogo da Taça de Portugal em Portimão
na temporada de 1965/1966

segunda-feira, 4 de outubro de 2021

CURRITO

(João Currito,1/1/1907,Vila Real de Santo António)
Avançado / Interior
26/27-Lusitano V.R.S.A.    Region.
27/28-Lusitano V.R.S.A.    Region.
28/29-Lusitano V.R.S.A.    Region.
29/30-Lusitano V.R.S.A.    Region.
30/31-Lusitano V.R.S.A.    Region.
31/32-Lusitano V.R.S.A.    Region.
32/33-Lusitano V.R.S.A.    Region.
33/34-Lusitano V.R.S.A.    Region.
34/35-Lusitano V.R.S.A.    II
35/36-Sport L.Beja         Region.
36/37-Sport L.Beja         Region.
37/38-Lusitano V.R.S.A.    Region.
38/39-Lusitano V.R.S.A.    II
39/40-Lusitano V.R.S.A.    II
40/41-Lusitano V.R.S.A.    II
41/42-Lusitano V.R.S.A.    II
42/43-Lusitano V.R.S.A.    II
43/44-Lusitano V.R.S.A.    II
44/45-Lusitano V.R.S.A.    II










































Currito foi um popular e valoroso avançado
que fez carreira no Lusitano de Vila Real
de Santo António e também no Sport Lisboa
e Beja,onde atuou em duas temporadas.
Para além destes clubes,João Currito,ou
"Juan" como também ficou conhecido,jogou
também pelo Glória F.C.de V.R.S.A.,em
períodos diferentes,nos Torneios de início 
de época.
João Currito jogou também em Ayamonte,
durante o período de "defeso" do futebol
algarvio vindo dai a alcunha de Juan.
Currito foi também chamado várias vezes
á Seleção do Sotavento e á Seleção do
Algarve.
"Juan" Currito teve uma carreira bastante
longa,jogou até perto dos 40 anos, o que era 
algo fora do normal nos anos 40,e foi,durante 
bastante tempo,o mais antigo jogador do 
Lusitano vivo,até inícios dos anos 2000,
quando faleceu.
 








Currito em destaque no livro da história do Lusitano de 
Vila Real de Santo António


Currito,o 1º da esquerda,no Lusitano de V.R.S.A. 
em 1928/1929

Currito,o 3º em baixo,da esquerda,no Lusitano em
1929/1930
Currito na seleção do Algarve em 1930












Currito sem jogar no Lusitano em 1932/1933


Currito,o 3º em cima,da esquerda,no Lusitano de V.R.S.A.


Currito de volta ao Lusitano em 1937/1938

Currito titular no Sport Lisboa e Beja em 1935/1936